Pages

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Undercovers 101 - "Pilot"

Talvez por "desconfiar" da idéia de um casal de ex-agentes que tentam levar uma vida normal depois de saírem da CIA, eu tenha me surpreendido com a estréia e gostei. Eu comentava com algumas pessoas que pelo fato da série ter JJ Abrams como um dos criadores, dava para esperar alguma coisa a mais. Aliás, a direção foi exatamente dele... Claro que os clichês estavam presentes, mas minha visão sobre clichês é a de que as pessoas que gostam de séries desse tipo sempre encontrarão clichês em vários momentos. Discussões nos momentos tensos ou mesmo um assistente "chato-engraçado"...

Mas, me agradou! Com a ação da missão, que pelo jeito teremos uma por episódio. Com a diversão, principalmente pelas "DR's" do casal Steven e Samantha Bloom. Com o mistério, já que eles estarão envolvidos em algo muito maior do que simples missões, talvez em alguma conspiração maluca criada por JJ...
Destaco dois momentos, curiosamente cômicos:

- Samantha encontrou o pendrive!? Sério, ri muito quando Samantha chega com o pendrive, dizendo que o achou, depois de toda a luta de Steven, quase sendo jogado do prédio... Eu ri quando ele desmaia!

- Hoyt! Muito puxa-saco! Mas a melhor foi ele parabenizando Samantha depois da missão... por ser casada com Steven!! Será que Steven pode trocar Sam por Hoyt!?

Acho que ainda é cedo para pensar se a série emplaca, teve pouco mais de 8 milhões de audiência, o que acho ser um bom número. O importante é segurar a audiência próxima disso pelo menos. Mas, quem acompanha esse números sabe que geralmente há uma queda...

Bom, é isso por hoje. Curti, vou seguir e aproveitar, sem grandes preocupações.

Abraço e até mais!

Leco Leite

1 comentários:

netiteve disse...

Undercovers me divertiu um pouco, mas não muito, para falar a verdade é bem mediano e sem nada de incomum. Para algo do J. J. Abrams até frustra.

Penso que somente a afinidade com os personagens fará vermos um episódio seguinte, porque de trama parece que não haverá continuidade nenhuma.